Matheus Castiglioni

Aviso

A partir de 10/02/2022 o blog foi descontinuado em favor ao meu canal no youtube, ou seja, não haverá novas publicações.

Irei dedicar e focar exclusivamente no meu canal para criação e compartilhamento de conteúdo, se você tem interesse em continuar me acompanhando peço por favor que se inscreva no canal.

Carreira Y

Uma das maiores dúvidas e perguntas frequentes que acabo recebendo é sobre carreira, ou seja, como é a carreira e trajetória de pessoas que trabalham com tecnologia? Essa pergunta é muito complexa, pois, muitas vezes vária muito do que cada pessoa ou empresa pensa e/ou estrutura. É muito comum você ter um cargo na empresa X e quando muda para a Y o mesmo cargo possuí um nome diferente, isso porque não existe algo muito padronizado e concreto no mercado.

O que comumente aparece é a tal de carreira em I, ou seja, as pessoas possuem apenas uma possibilidade de trajetória, sendo:

Exemplo de carreira em i

Repare que depois de tecnologia as pessoas já vão para a trilha de gestão. Porém, tanto em tecnologia quanto em gestão existem várias possibilidades de caminhos e passos que as pessoas podem dar em suas trajetórias, para o contexto desse artigo vamos focar na parte de tecnologia.

Algumas vezes podemos ver tais passos como números incrementais:

Exemplo de carreira por níveis

Ou dividido por senioridades e níveis:

Exemplo de carreira por senioriodades

Enfim, novamente aqui varia muito de empresas para empresas.

Um problema comum em tais trilhas de carreira é que pessoas com uma alta experiência que já chegaram ou estão no nível de senior acabam indo para a trilha de gestão como próximo passo. Sendo assim, podemos nos perguntar:

Será que todas as pessoas seniores querem seguir para gestão?

Aqui vem o velho “Depende!”, pode ser que algumas queiram e outras não, dessa forma, em jornadas tradicionais não estamos atendendo os perfis mais técnicos de pessoas, aquelas pessoas bastante experiente que já estão no nível de senioridade alta há um tempo. Então para essas pessoas a sua jornada acabou?

Carreira em Y

Sabendo dessa necessidade surgiu a tal famosa “Carreira em Y”, basicamente ela consiste em criar uma trilha para pessoas contribuídoras individual, ou seja, pessoas que querem dar o próximo passo na carreira sem realizar gestão, seguindo e mantendo-se como constribuidor(a) individual no contexto técnico.

Mas, nessa carreira em Y, o que vem depois de pessoas seniores?

Novamente não existe um padrão ou um consenso, cada empresa estrutura da forma que faz sentido para si e dão os nomes que adequam-se em suas funções.

Apesar de não existir um padrão, temos algo se formando e sendo padronizado, ou seja, uma trilha de carreira utilizada por várias empresas, onde algumas palavras acabam se repetindo e aparecendo mais entre tais trilhas, sendo:

Exemplo de carreira para contribuidore(a)s individuais

Novamente essa engineering ladder (trilha de engenharia) varia muito de empresas para empresas, algumas adicionam senioridades para os níveis de Staff e Principal, outras não chegam a ter os níveis de Distinguished e Fellow e outras já saltam de Software Engineer para Senior Software Engineer.

Depende muito do ponto de maturidade e tamanho das mesmas, quanto maior a estrutura da empresa, maior será as necessidades para tais níveis.

Cada nível na jornada possuí seus conjuntos de atributos, qualidades, responsabilidades e impactos esperados. Quanto maior o nível da carreira, maiores tais requisitos serão.

Para eu não me fazer repetitivo, irei compartilhar alguns exemplos de carreira descrevendo alguns desses níveis:

Algo muito importante é que existem diferentes arquétipos dentro de cada nível, exemplos:

Mais informações em: Staff archetypes.

Papeis

A Matheus e as funções de Tech Lead, Especialista, Arquiteto, Tester e QA, como ficam?

Aqui vem uma opinião particular da minha parte, para mim todas essas funções são papeis que qualquer pessoa em qualquer nível da trilha pode desempenhar. Seja de forma definitiva, temporária ou situacional.

Conclusão

Nesse post vimos o que é a tal de carreira em y e quais são os próximos passos para pessoas seniores continuarem progredindo em suas jornadas, mantendo-se na trilha técnica como contribuidor(a) individual.

Abraços, até a próxima.

Matheus Castiglioni

Matheus Castiglioni

Apaixonado pelo mundo dos códigos e um eterno estudante, gosto de aprender e saber um pouco de tudo, aquela curiosidade de saber como tudo funciona, tento compartilhar o máximo de conhecimentos adquiridos e ajudar todos aqueles que sou capaz.

comments powered by Disqus